Azar o seu…

2 Comentários

Nada é simples nessa vida. Pode parecer, mas não é. Vai por mim.

Chip de celular, por exemplo. Só trocar? Jura? Quem disse?

É um tanto de fila, senha e aguarda-sentado-que-em-pé-cansa, que vou te contar uma história.

Aconteceu com ela. No guichê nove. Quando um moçoilo uniformizado abaixou a cabeça e começou a digitar. Ela ainda tentou puxar conversa, explicar o motivo da visita. Nada feito. Primeiro o protocolo. O resto a gente vê depois.

Quarenta minutos se passaram. Com ela ali. Inquieta e balançando. Até que cansou. E foi do sacolejo ao estalar. Primeiro os dedos. Depois, os braços e o pescoço (que vem com sete vertebras, já tinham se atentado a isso? Pois é…).

Dali pro tamborilar foi um pulinho. Engatando numa cantata pra três solistas e coro com grande orquestra. Coisa de gente bem à toa.

Por pouco não apelou. Mas estreitos princípios cristãos e anos de terapia ayurvédica fizeram-na declinar. Ao invés, enumerou. Das coisas iniciadas com “a”, aquelas terminadas em “ixe”.

E seguiu improvisando. Roeu unha, mastigou língua, ajeitou a franja e reposicionou a meia no tênis. Abriu dúzia e meia de clips e com eles montou pentagramas e uma maquete da ala leste setentrional do Kremlin.

O outro? Ainda digitava.

Bem quando a moça deparou com uma lixa velha na bolsa. E saiu arredondando tudo. Mas antes que sangrasse, parou. Olhos fixos no cabron, que teclando estava, teclando continuou.

Mas que tanto esse homem escreve, Deus do céu? Nem se rediagramasse a bíblia inteira, pensou ela,  Versão exclusiva do diretor, sem cortes, incluindo extras e comentários dos figurantes.

Tentou contato mais uma vez. E muitas outras vezes além dessa. Mas o danado desconversava e voltava ao telectec original.  Último som que ouviu, pouco antes de apagar. E teria dormido mais, não fosse o encontrão com um velhinho que por lá se exercitava.

Volte ao seu lugar ou acaba perdendo a vez, tratou de avisar ao desconhecido, que retrucou.

_Pior é a trombose, minha filha? É tempo demais socado numa cadeirinha. Mas comigo não, viu? Comigo, não…

Ela riu.  Mas pouco. Que tem coisa que chama. E o bicho quando vem, vem com força de enxurrada. Geralmente sem nem tempo de assentar. Ao menos com ela foi assim.

Quando viu, o comichão já lhe subia pelas pernas, azulando a boca e o seu entorno. Com a angina supurando no tacho, que nem doce.

Saiu de lá carregada, com o povo todo em cima. E o garoto do guichê, correndo logo atrás, Ei, psiu! Ô, dona, aproveita que saiu o número do protocolo. Vai querer anotar, não?, e deu de ombros, Azar o seu…

Silêncio absoluto no recinto. Que durou pouco. Já que se lançaram sobre ele. A clientada toda. Revoltada e convulsiva.

De fundo, só ela. Lá na maca, aplaudindo e assoviando. E entre uma coisa e outra ainda arrumava forças pra gritar, entusiasmadíssima, Bravo! Bravíssimo…

azar seu

É osso

Deixe um comentário

Som de ligação completada.

Você ligou para o Beach Outer Island Resort. É sempre um prazer atendê-lo. Para falar com Vendas, disque 1. Financeiro, 2. Reservas, 3. Ou aguarde.

Ele tecla 3.

Você não escolheu uma opção válida. Para falar com Vendas, disque 1. Financeiro, 2. Reservas, 3. Ou aguarde.

Eu teclei 3, Eu teclei 3… Ele reclama, bravo com o próprio aparelho. E tecla 3. Novamente.

Você teclou 1. Nosso horário de atendimento é das nove às vinte e duas horas, de segunda a sexta. Um momento e iremos atendê-lo. Para falar com um de nossos consultores, disque 9. Ou 0, para voltar ao menu anterior.

Tecla 0.

Você ligou para o bazar. Pra adquirir camisetas, disque 1. Roupa de praia, 2. Bolsas térmicas, 3. Ou 0, para voltar ao menu anterior.

Eu teclei 0, Eu teclei 0!!!  Não só espuma como morde o próprio aparelho. E tecla 0. Mais uma vez. Alguém atende.

_Pois não!

_Senhora, eu fiz uma reserva e …

_Que bom, senhor!

_Não. Não é bom, senhora, acontece que …

_Que pena, senhor!

_Senhora, pode me deixar terminar, por favor?

_Como preferir, senhor!

_Então. Eu fiz uma reserva e …

_Parabéns, senhor. Seja bem-vindo ao nosso complexo. Temos quatro hotéis, com dezoito piscinas. Sendo cinco aquecidas e duas jacuzzis!

_Minha senhora, me escute, preciso checar a minha reserva…

_Certamente, senhor. Qual o seu número de reserva?

_É 1000345.

_001345!

_Não. É 1000345.

_Perfeitamente: 6723145!

_Preste atenção, minha filhinha! É 1-0-0-0-3-4-5.

_Afirmativo, senhor! Acho que gostaria de saber que o senhor tem conosco uma reserva sob o número 1000345!

_É o que venho tentando lhe dizer… Acontece que preciso remarcar essa reserva porque …

_Desmarcar, senhor?

_Remarcar!

_Sem problemas, senhor! Sua reserva acaba de ser desmarcada com sucesso!

_Não é isso! Não é NADA disso!

_O que é então, senhor?

_Quero REMARCAR!

_Remarcar o quê, senhor?

_A reserva que tenho com vocês!

_Sinto informar, senhor. O senhor não tem nenhuma reserva conosco.

_Mas eu tinha! Até a senhora me atender…

_Claro, senhor! O senhor se importa em permanecer na linha e qualificar o meu atendimento? O Beach Outer Island Resort agradece a sua…

_Não desligue! Por favor, não desligue!

_Pois não, senhor. Temos ofertas para alta e baixa temporada. Gostaria de conhecer nossos valores?

_Escute aqui, mocinha…

_Ao adquirir qualquer um dos nossos pacotes o senhor ganha uma linda camiseta de sócio campista. Com mais R$9,95 o senhor ainda ajuda a causa dos macacos-pregos da Costa Amalfitana.

_Mas que abuso!

_Não gosta de camiseta, senhor?

_Não é isso…

_É contra os macacos-pregos, senhor?

_Só quero fazer uma reserva…

_Que ótimo, senhor. Um momentinho que irei redirecioná-lo!

_Espera! Espera…

Você ligou para o Beach Outer Island Resort. É sempre um prazer atendê-lo. Para falar com Vendas, disque 1. Financeiro, 2. Reservas, 3. Ou aguarde.