Ossos do Ofício

4 Comentários

Tudo começou como de costume. Aos berros de, Perdeu, madame! Passa tudo…

No carro, só ela. Que ali ficou. Estarrecida. Até que no limite das forças, aproximou-se lentamente da janela do fiat que dirigia. Disposta a negociar.

Acontece que quem deu para trás foi ele. O xumbregado do desinfeliz dum assaltante. Boquiaberto de susto.
Continuar Lendo »