Aconteceu no Natal

2 Comentários

Vocês que reclamam da vida, não sabem a dureza que é ser Mamãe Noel.

Dia de Natal, então, o pânico era geral. Com o bom velhinho desabando pelos cantos, largando tudo quanto havia pelo caminho: gorro. Meias. Botas. Renas. Numa bagunça de doer.

_Mas será o Benedito, Noel? Dava para ao menos uma vez ao ano estacionar esses malditos bezerros do lado de fora? Assim não tem santa que aguente, meu filho! _ vinha ela reclamando_ Eu, por mim, teria dado fim nesses sacos de pulgas faz tempo. Mas não! Tinha que investir todas as nossas economias num trenó. Movido a veado, ainda por cima. Fala sério, velho bobo – retomando na sequência_ E essas roupas pelo chão, hein? Põe no cesto, homem de Deus. Afff!!!

Mais uma vez, sobrou a ela catar, desvirar e socar tudo num anacrônico tanquinho polar. Acontece que a máquina de lavar quebrou e a nova, que esperava ganhar de Natal, não veio. Sabem como é, né? Casa de ferreiro…

Já que sossego era coisa que não tinha, foi-se embora trabalhar. Vejam vocês que a nossa aprazível velhinha fazia um extra como atendente num SAC natalino. Mas paciência tem limite. Ainda mais a dela, que andava muitíssimo encurtada ultimamente.

_Bem, linda criança você estava falan…

_Quero uma Barbie.

_Curioso. Consta em nosso sistema que você ganhou a sua.

_Essa é feia. Quero outra.

_ Como assim, minha querida? Qual o problema com a sua bonequinha?

_O cabelo dela não para.

_Talvez se você…

Nem conseguiu terminar. Com a pixota gritando e bufando feito doida.

_Eu quero porque quero e eu quero e quero já!

Feito. Era a gota que faltava pra velhota azedar.

_Quer saber? O cabelo dela é ruim, mesmo.  Nasceu tonhonhoin e pronto. Se não gostou, azar. Dá próxima vez, peça um jogo. Trunfo, gamão, dominó, resta um

_Na caixa ela era tão bonita…

_Photoshop, ouviu falar? Sorte sua dela não ter piolho. Dia desses  houve um surto na fábrica e foi um perereco só. Faz assim: vou te mandar uma Suzi careca. Mas se contar para a sua mãe, juro que Papai Noel vai te dar um Falcon no ano que vem…

Sei que as confusões continuaram. Batendo sempre no mesmo lugar.

_Minha bailarina não para em pé.

_ Cachaça. Aposto – respondeu atravessado_ Mete num banho frio que recupera rapidinho. Vai por mim…

Mas o pior ainda estava por vir.

_Quero outra boneca. A minha está manchada no nariz.

_Grandes coisas. Ainda ontem topei com um lote cheinho de verrugas, antenas e espinhas múltiplas.  É que estamos testando uma fábrica nova. Não estou dizendo que vá acontecer, mas pode. Estou só avisando…

Até que se deu o fatídico desfecho.

_Oie, tia. Meu Thor veio com defeito.

_Não me diga – revirando os olhos num esforço mortal_ Quer trocar, acertei?

_De jeito nenhum! Meu boneco é incrível. Grande, forte e tem um martelo que solta raios de verdade. O problema é que ele não dança. E eu queria muito que dançasse, que nem na televisão. Conserta ele pra mim, tia? Conserta, vai? Diz que sim, tiaaaaaa!

Danou-se.

_NÃO, MOLEQUE. NÃO DÁ. PORQUE O THOR É MACHO.  E MACHO NÃO DANÇA. O ROBIN DANÇA. SÓ ELE. O RESTO, NÃO. O BATMAN URRA. O SUPER-HOMEM ARROTA. E O CAPITÃO AMÉRICA COSPE LONGE. E É SENHORA NOEL PRA VOCÊ, OUVIU BEM? DA PRÓXIMA VEZ QUE ME CHAMAREM DE TIA EU JURO QUE… – de onde vieram todos aqueles gnomos, nem ela sabia, fato é que se lançaram sobre a histérica vovozinha e um TUM-TUM-TUM de ocupado fez-se ouvir ao fundo, seguido duma voz doce de anjos em coro_ Estamos temporariamente fora de serviço, mas não deixem de escrever. O Papai Noel pessoalmente responderá a suas cartinhas. Sejam obedientes e tenham todos um Feliz Natal. Ho-Ho-Ho…

Resumo da ópera: aposentaram a Mamãe Noel e tiraram o Thor de linha. Veredicto? Falta de traquejo.  Mas há quem jure de pé juntinho que até hoje ela faz terapia intensiva e ele aulas de quadradinho de oito. Tempos modernos, colegas. Bora lá rebolar…

dreamstime_m_16668333

 

 

2 comentários sobre “Aconteceu no Natal

  1. Mais um lindo conto, um verdadeiro presente de Natal para nós seus leitores e seguidores.
    Como sempre em sua arte de escrever nós aprisiona e nos diverte até a última letra e com malicia de uma sonhadora nos faz embarcar nessa magia dos contos de Lu Menezes.
    Assim foi, embarquei me divertindo com a imagem de um gordo senhor largando suas vestias pela casa e uma não tão magra senhora atrás reclamando do desleixo do marido aliás, coisa corriqueira entre os homens. O saco de pulgas fantástica sacada e não menos as divertidas reclamações ao SAC do bom velhinho que acabaram com a pouca paciência da mamãe Noel e por aí fui me divertindo e criando fantasias como convidar o Thor, o Robin, o Batman, o Super. Homem, e o Capitão América para participar da Dança dos Famosos.
    Enfim, um conto de Natal que reflete a realidade da vida: O Velho Noel um pai que chega do trabalho estafado e vai largando tudo por diversos lugares, a esposa nossa Mamãe Noel que trabalhou por todo dia cansada e ainda tem de aturar um saco de pulgas que seria nossos animais de estimação, o SAC poderia ser a hora em que os filhos começam a reclamar do que tem e pedir novos brinquedos, passeios e outras coisinha mais
    Lu, mais uma vez só posso dizer: Bom!!! Muito Bom!!!! Cada conto uma nova surpresa.

    Grande abraço do Carioca, Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

    • Querido amigo, agradeço seu carinho e paciência com essas minhas letrinhas desconjuntadas. Suas leituras me fazem companhia e enchem de orgulho essa atrevida atravessadora de contos e histórias. De coração, muito obrigada, viu?????

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s