Vovó Gamers Club

8 Comentários

Aconteceu como todos os dias. Com a mãe saindo pra trabalhar e deixando a avó de olho no menino. Que jogando estava, jogando continuou.

Assim passaram a manhã todinha. Sem novidades. Com o moleque grudado ao console e a TV. Não fosse um piriri fora de hora, acabando de vez com toda aquela brincadeira.

_Vó, corre aqui. Joga por mim, vai? Dois minutinhos… – gemeu o garoto, barriguinha entre as mãos.

Sei não, reclamou a senhorinha, Sei não…

Muito fácil, gritou o pequeno lá de dentro do banheiro, Breguete pra frente e você anda, pro lado, pula. Entendeu?

Tendi…, rendeu-se a doce senhora, Afinal de contas, o que a gente não faz pelos netos, não é mesmo?

Pouco depois, estava de volta o guri. Que achou graça em ver a vovó tão empenhada. Agarrada ao joystick e quase pondo a casa abaixo: animada como estava em acumular poderes, habilitar armas incríveis e socar horrendos seres mutantes.

Pra encurtar conversa, o problema todo começou aí. Se alongando tarde afora.

_Vó, devolve o meu joguinho.

_Sai pra lá, moleque! Não vê que está atrapalhando? – e de volta ao videogame_ Vem cá, morto-vivo malandro! Quem pensa que cé é?…

A criança entediada, bufou.

_Tô com sede.

_Bebe agua.

_Acabou.

_A da torneira, também? Tem certeza?

Mas criança é insistente. Ele, mais ainda.

_Tô com fome.

_Tem polvilho na despensa. Três pacotes. Come lá.

_Mas, vó…

_Shiuuuuuu! Estou tentando me concentrar. Kekoisa…

Fez que nem ouviu. Batendo o pé, no maior bico.

_Quero comida de verdade: salada, arroz, feijão, carninha…

Ok. Muito justo, concordou ela, voltando ao jogo, Abre a bolsa da vovózinha, querido. Vai achar o que procura…

_Carninha?

_ Que nada! Muito melhor – gabou-se a outra _A chave do carro – advertindo na sequência_ São vinte quadras em linha reta até o shopping. Divirta-se. Cuidado na hora de estacionar…

_Eu só tenho sete anos! – chilicou o pequeno.

_Sorte sua – retrucou, malcriada_ Eu só tenho duas vidas!

Quer saber? Vou ligar pra mamãe…

_Tá. Tá. Então, ajude a avózinha a passar pelo gigante. E eu juro que te levo a passear…

Se é assim, ensinou.

_E aí? Vamos? – animou-se o fulaninho.

_Tá doido! Justo agora, que mudei de nível? É ruim, hein…

_Como é? – vociferou o pirralho_ Tem mais de cinco horas que a senhora não sai daí, sabia? Amanhã toda troncha, cheia de câimbra nos dedos.

_Ahá!!! – anunciou, franzindo o cenho desconfiada_ Quem te disse isso? Aposto que foi o zumbi vermelho, acertei?- concluindo mais uma manobra frenética, compenetrada pra chuchu_ Zumbi mal… Zumbi mal… Mas deixe o lazarento comigo, viu, docinho? Ele não perde por esperar…

dreamstime_m_35710115

8 comentários sobre “Vovó Gamers Club

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s