Impedimento

Deixe um comentário

_Voltamos ao vivo pro segundo tempo desse grande jogo. Tudo certo para o reinício. E a galera na geral se anima. Vai autorizar o arbitro. Mas o que quié isso?  O bandeirinha acaba de indicar impedimento. É isso, mesmo, garotinho? – perguntou o narrador ao repórter em campo

_Acredite quem quiser, mas a informação é quente: um santo invadiu o meio-campo.

_Santo?

Continuar Lendo »

Segundas Intenções

Deixe um comentário

Voltou para casa mais cedo. Eufórica. Perturbando a vizinhança inteira.

_Cês viram? Estreia nesta quinta: Marcas de um amor. Parte seis. A lenda continua. E aí? Quem topa?

Nenhuma resposta. Pelo contrário. A mãe alegou cansaço e uma crise reincidente de labirintite. A irmã, trabalho. E assim, todos. Um por um. Tia. Tio. Concunhado. Conhecida de porta. Mocinha que vende Avon. Até que colou numa amiga mais chegada. Com quem insistiu, à plena carga.
Continuar Lendo »

Alô?!

7 Comentários

Ao celular, ele explicava, insistentemente.

_Não. Não é o Flávio. O celular é dele. Mas quem falando é o Alicate. Assaltante.  Isso, mesmo. Roubei ele, sim, senhor. Agorinha. Aqui perto, no Brás. Acontece que eu corri prum lado e ele saltou pro outro. Pronde foi? E como é que vou saber? Cada uma…

Assim foi. Até que estrilou.
Continuar Lendo »