Tem jeito, não…

4 Comentários

Num elevador apertado seguiam três. Mãe, filho e um moço em mangas de camisa que suava como poucos. Mas antes que a história avance, deixem que eu me apresente. Sou a mãe. E o rebento é meu, sim senhor. Justo quem. O pior dos quatro. Desses que nem benzendo, viu? Misericórdia…

Enfim. Estávamos lá. Confinados. E subindo beeeeeem devagarzinho. Enquanto o homem, visivelmente desarranjado, torcia e repuxava, num sofrimento sem fim. Eu? Nem tchum. Disfarcei o mais que pude. Fingindo ignorar o cidadão que esverdeava.

Devo dizer até que lutou bastante, mas perdeu. Feio. E o culpado ninguém soube, ninguém viu. Mas os suspeitos pipocavam. Da feijuca com farofa ao guisado de mocotó. Fato é que não caiu bem. Pior. Explodiu. Numa densa névoa acinzentada. Com o infeliz posando de morto. E levando a gente com ele. Mas antes que máscaras de ar caíssem automaticamente do teto, meu amado pimpolho tomou a dianteira e dirigiu-se ao fulano nos seguintes termos.

_Credo, tio! Estragou, foi? – taí. Adulto pensa e criança fala. Quer dupla melhor que essa? E quanto menor, mais sincero. Tanto que continuou. Com razão de sobra pra tudo.

_Ué, mãe? Eu não fui. Nem você. Sobrou ele. Quem mais?

Ai, Cristo… Tem jeito, não…

E se a asfixia temporária não me matou, a vergonha-monstro permanente com certeza daria cabo do recado. Sem falar do jeito que me olhavam. Aguardando uma deliberação. Mas dizer o que, numa encrenca dessas? Que tal, Melhor cuidar da alma, hein, amigão?, não, muito óbvio. Ou quem sabe, Será que chove?, também, não. Aberto demais. Sobrou pro batido, Eu quero a minha mãe!, dramático, mas cem por cento verdadeiro.

Até que o inevitável aconteceu. Com o elevador entreabrindo pra que mais alguém pudesse entrar. Ou quase. Já que a senhorinha empacou. Fitando-nos de frente. Como quem diz, E aí? Quem foi?

Não seria meu filho se não devolvesse, Nem olhe pra mim!, enquanto reforçava a argumentação tapando o narizinho entre as mãos e enchendo as bochechas de ar. E voilà. Convertido em questão de segundos num espécime perfeito de baiacu-ará. Pode isso? Pois é…

Sei que a tal dona ainda protelou um tanto, mas na falta de opção melhor, acabou unindo-se ao grupo. E o elevador retomou seu curso habitual.

O Deus nos acuda veio na sequência. Com o diabo do homem tornando a sacudir e a apertar. Num sinal inequívoco de que o fim da trégua estava próximo, Quer saber? Vou de escada, que eu ganho muito mais…

Minha reação imediata foi socar o dedo na botoeira. No desespero obtuso de quem cria numa parada súbita. Que, é claro, não aconteceu. Por essas e outras que odeio física e nem dou muita pelota a esse conversê de relatividade espaço-tempo. Depois do ocorrido dei pra implicar com a fisiologia humana, também. Fazer o quê, né? Cismei. Pronto. E quero ver discordar de mim.

Sei que descemos no vigésimo sexto, enquanto meu compromisso aguardava no décimo quinto. Sendo assim, simbora andar que todo santo ajuda. E sem nem um pio. Que nada paga o meu sossego. Ou a minha tranquilidade. E teria dado certo, não fosse pelo caco de gente, que engatou numa quinta marcha e saiu desbarrancando, Mas será o Benedito?! Volte aqui, moleque! Não corra. Nem pule. Cuidado com o degrau. De dois em dois não pode. E desça já desse corrimão. Tá com sarna, é? Credo!  Eu disse pra esperar pela mamãe… Acenda a luz, capeta! Acenda o diacho-do-raio dessa… Ai, Cristo… Tem jeito, não…

Tem jeito, não...

4 comentários sobre “Tem jeito, não…

  1. Tem jeito não Lu! Terei de ler seus próximos textos acompanhada de um protetor íntimo porque mijo de tanto rir kkkkkkkkkkkkk Ai G-suisssssss hilária essa história viu!! Tô rindo desembestadamente aqui na minha mesa de trabalho e meu colega do lado está com um ponto de interrogação olhando para essa louca que gargalha e deita na mesa. Chorei!!!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s